30.3.10

Sabedoria



Equilíbrio Emocional e Espiritual


Que significa equilíbrio?
Significa a justa medida entre o mais e o menos?

Muitas pessoas acham isto extremamente difícil. Mas, também lhes digo que muitas evoluiram suas consciências.

De que forma cada um de nós encaramos os sentimentos e como os percebemos. Se conseguimos nos colocar no lugar de outra pessoa. Ou, melhor, como vemos o nosso relacionamento, connosco próprios. O que acontece é que se está a viver um estilo de vida falso, materializada e, em muitas ilusões de vibração menos elevada.
O momento ideial é reequilibrar os corpos emocionais e espirituais. Libertar completamente as mágoas e injustiças que se experienciam. São emoções negativas, pensamentos negativos e ressentimentos.
Muitas vezes, sentimos uma necessidade enorme de contar algo para outra pessoa, o que nada mais é do que repetirmos a história para nós mesmos, a fim de entendermos o que está de facto a acontecer, ou até percebermos alguma coisa relevante ou essencial que estava fora do nosso alcance.
Corremos atrás de uma felicidade imposta pelos homens, status, dinheiro, fama. Quando na verdade a real felicidade está perto de nós, nas coisas mais simples da vida.
O mundo em volta de nós muda, as pessoas e os acontecimentos. O que ontem parecia ser o fim do mundo, hoje é o começo, uma descoberta para tranqüilidade e harmonia pessoal.
A raiz de todos os problemas está exactamente aí, cuidar do emocional tanto quanto possível para atingir a plenitude do equilíbrio.
Equilíbrio em todos os aspectos: o equilíbrio do nosso Eu.

Tenhamos sempre a certeza de que a pessoa mais importante somos nós próprios.
Ame-mo-nos, respeitemos as nossas necessidades, nossos desejos e nossos sentimentos.
Aprendamos a nos conhecer.
Aprendamos a estar em nossa companhia.

Permita-mo-nos a ser Felizes.
LUmeNA

28 comentários:

Dark angel disse...

Identifico-me plenamente com o teu texto. E se reparaste, esse é o meu objectivo de vida, a busca do equilíbrio, como digo no meu perfil. É o meu objectivo primordial, encontrando o meu próprio equilíbrio, acabo por equilibrar-me no mundo, e vivo de uma forma mais justa. No equilíbrio reside a paz. Em mim, no mundo, na essência.
Lumena, retribui-te o selo dardos, com que me presenteaste. Obrigada pela presença e pela generosidade.
Beijinho.

LUmeNA disse...

Dark angel,

Equilíbrio, que lindo nome!
Exactamente, o equilíbrio é ter percepção de tudo, é ter pensamento directamente direccionado para o interior, saber sentir de forma diferente, saber escutar e ser verdadeiro. Reside na essência, como dizes e muito bem.

Grata, pela retribuição. Vou colocar lá a tua oferta.

Be:)os,
LUmeNA

Adh2bs disse...

Bom dia LUmeNA;
Grato pelas sempre generosas palavras, lá (no arq&poesia) e aqui! Sobre o equilíbrio, na linha de teus dizeres, creio que estamos a nos afastar continuamente das nossas origens, da natureza. Mesmo não querendo, nos deixamos levar pelas artificialidades que nos cercam, nos equilibrando sobre bases cada vez mais precárias. Daí para o tombo...
Grande braço,
Adh

LUmeNA disse...

Adh2bs,

Exactamente Adhemar!
A maioria se afasta das origens, da Natureza.
E porque se deixam levar pelas artificialidades?
Precisamente porque se está a perder a identidade como Ser Humano, que tem Consciência.

Grande Abraço,
LUmeNA

tonhOliveira disse...



Grande SABEDORA!

"Equilibramorosamente".

be:)os!

LUmeNA disse...

tonhOliveira,

Sempre entrando com a sua Arte!

Gostei!

Be:)os,
LUmeNA

Maxwel disse...

oi...
Não me conheces. mas já li o teu blog e gosto bastante, por isso envio-te um selo.
Espero que gostes.

LUmeNA disse...

Maxwel,

Muito grata pela tua visita. Sempre agradável receber pessoas novas.
Fico agradecida pela indicação do Selo Dardos, que já é a 5 vez que o recebo.
É muito gratificante, e prémios desta categoria, todos nós gostamos.

Já agora, vem buscar o "Selo Lumena Amizade Portugal/Brasil", para o teu espaço.

Abraços,
LUmeNA

MQ disse...

De facto mereceste todas as vezes que recebeste o selo, pois o teu blog é de facto um inspiração. Cada texto teu põe-nos a pensar.
Muito obrigado pelo novo selo, este tem alguma regra?

MQ disse...

concordo com o teu texto, as pessoas procuram muito o equilíbrio material [boas roupas, bons calçados,boa casa, bons passeios] e esquecem o equilíbrio espiritual [bom amor, bons amigos, boa família, boas gargalhadas].
Mais uma vez, parabéns pelo teu texto!

Irene disse...

Oi, Lumena !!!!

Eu passei meses refletindo sobre essa palavrinha: equilibrio. E, nossa, confesso que é dificil alcança-la, mas é gratificante.
Como vc disse, a chave para o equilibrio é sempre o auto conheçimento....só vamos conseguir nos harmonizar com nossos sentimentos qnd conhecermos a nós msm.

Um grande abraço !

blasblog disse...

muy interesante este post, pone la siempre actual esencia espiritual que existe en cada uno de nosotros.
me recuerda mucho el libro "el arte de escuchar" de Fromm
un saludo y gracias por seguir mi blog.
Blas

LUmeNA disse...

MQ,

Grata mais uma vez pelos teus comentários.

O Selo Lumena Amizade Portugal/Brasil, não tem nenhuma regra.
É para todos da blogosfera.
Quem quiser pode vir repassar.

Abraços,
LUmeNA

LUmeNA disse...

MQ,

As pessoas procuram muito o equilíbrio material, porque está tudo ao alcance dos olhos, é muito fácil.
Torna-se difícil, ainda para muitas pessoas experienciar aquilo que se conhece de outra forma, conhecer a verdadeira natureza, no seu conjunto. É necessário olhar, sentir, vivenciar como um bebé olha para o mundo à sua volta, sem saber o que lhe espera de todo o conjunto. Assim, cada parte que compõem a si mesmo tem de "abstrair", "esquecer" a realidade maior para poder apreender da melhor forma.

Grata.
LUmeNA

LUmeNA disse...

Irene,

É uma palavra linda!
Não é difícil alcançá-la, se continuarmos agindo como matéria e não espírito.
Aprende a receber as ofensas com o ouvido espiritual.
Se encontrares ofensas, deves ter a vivacidade de enfrentá-las, sem raiva, para não perturbares a tua sabedoria mística.

Tenta analisar tudo de forma humorada!

Um Grande Be:)o,
LUmeNA

LUmeNA disse...

blasblog,

"El arte de escuchar"

La comprensión surge de escuchar. Para escuchar hay que aprender a traducir. Usted puede obtener aclaró los puntos de vista y argumentos. Esto significa que debemos aprender a escuchar no sólo con los oídos, pero incluso con los ojos.

Abraços,
LUmeNA

Eduardo Aleixo disse...

Lumena: de acordo contigo. Sempre, ou quase. Com o acrescento de que: tudo, sendo essencial, é difícil.
Mas, vou talvez fazer de advogado do iabo ( salvo seja ):
E se tudo o que escreveste no penúltimo parágrafo do texto ( gosto de mim, respeito as minhas necessidades, os meus desejos, os meus sentimentos,etc ) corresponder a vibrações pouco elevadas?
Um beijo

LUmeNA disse...

Eduardo,

Grata por voltares!
(Advogado do diabo):)

Vejamos, o seguinte: este parágrafo não está a corresponder a vibrações pouco elevadas.
Incluí toda a frase do último parágrafo e não penúltimo.

"Tenhamos sempre a certeza de que a pessoa mais importante somos nós próprios.

Ame-mo-nos, respeitemos as nossas necessidades, nossos desejos e nossos sentimentos.
Aprendamos a nos conhecer.
Aprendamos a estar em nossa companhia.

Permita-mo-nos a ser Felizes."

Repara que eu faço uma separação, daquilo que transmito como vibração pouco elevada, da mensagem de vibração muito elevada, completa.
Faço duas distinções, o que é preciso é comprender bem!

O último parágrafo, estou a reforçar o sentimento de vibrações elevadas, ou seja, muito elevadas.
Assim, nos devemos estar, sentir, agir, viver, amar a nós próprios.

Um Grande Abraço,
LUmeNA

Eduardo Aleixo disse...

Miga

Enganei-me(te) com a história do parágrafo.
O que eu pretendo dizer é o seguinte:
« Amemo-nos, respeitemos as nossas necessidades, os nossos desejos e os nossos sentimentos», pode ser válido para qualquer nível de vibração: baixa, média, alta ou altíssima...
O que me vai na mente tenho dificuldade em expressar: Por exemplo: eu posso subscrever ao nível físico, corporal, sexual, mas forte sob o ponto de vista da autenticidade do sentir, aquelas frases e, ao mesmo tempo, ter consciência de que é no plano físico que me situo e não num plano mais alto que conheço e a que aspiro...
Ora, se conheço e a que aspiro...põe-se o problema ético da renúncia? Ganharei alguma coisa em renunciar? Contribuirá a renúncia para a minha ascensão espiritual?Por aqui me ico. Em função da tua resposta verei se...consegui transmitir o meu pensamento/questão.

LUmeNA disse...

Eduardo,

Nos níveis de vibração, importa ainda salientar, que o nosso desenvolvimento humano e espiritual está intimamente relacionado com o nosso desenvolvimento, ao nível espiritual, e também do físico.
E tanto a nossa personalidade como os nossos pensamentos e vivências, são o resultado directo da acção e interacção desse nível espiritual da existência.
Repara, mais uma vez, o meu texto incide no equilíbrio emocional e espiritual.
Geralmente todas as pessoas, ou quase todas estão no nível baixo de espiritualidade, daí estarem ligados ainda ao equilíbrio material.

No teu caso que aquilo que conheces e a que aspiras, não se põe o problema ético; Também não ganhas nada em renunciar; Também não contribuirá a renúncia para a tua ascensão espiritual.

Mas, para quem deseja conhecer mais e mais o que está para além dos nossos desejos, sentimentos, necessidades, deve procurar atingir e experienciar novas sensações de espiritualidade.
O problema ético existe em tudo que conhecemos, é normativo.

A escolha para ascensão é uma escolha espiritual que traz uma nova unidade de consciência.
É nesse sentido que tendo transmitir a minha mensagem.

Abraços,
LUmeNA

Graça Pereira disse...

Gostei deste teu novo espaço...luminoso, aberto...equilibrado, sem dúvida.
Beijo e uma boa Páscoa
Graça

LUmeNA disse...

Graça,

Grata pelas tuas palavras.

Boa Páscoa.

Be:)os,
LUmeNA

C@urosa disse...

Olá minha sensível amiga Lumena, a sabedoria será o melhor que poderá fluir da alma humana. Sempre com uma elevada auto-estima o ser humano se torna digno e vivencia melhor sua sabedoria interior. Magníficos os seus textos e pensamentos, meus parabéns.

Muita paz,harmonia e uma santa páscoa para você,

forte abraço

C@urosa

LUmeNA disse...

C@urosa,

Muito grata pelas suas palavras.

Boa Páscoa!

Abraços,
LUmeNA

Suh disse...

Olá querida!

Primeiramente queria agradecer aos comentarios no MIX DO TODO, e avisar que estou reativando o blog..

Outro, amei esse blog tb, e ja estou t acompanhando. Muito obrigada pela criação e divulgação do selo Brsil/Portugal. Eu, como filha de português, fiquei muito feliz com a sua iniciativa, com certeza vou posta-lo no meu blog!

LUmeNA disse...

Suh,

Grata pela visita.
Volta sempre, porque este espaço está sempre em comunicação com amigos/as.

Be:)inhos,
LUmeNA

Edson Carmo disse...

Lumena,

Estar centrado, livre das polaridades, é o verdadeiro equilíbrio. A humanidade está desequilibrada por causa da mente. A mente leva o homem para o mais (futuro), ou para o menos (passado); ela não pode estar na linha divisória. Só a consciência conhece a linha divisória – o aqui/agora. É na linha divisória que está sendo produzido o passado, o futuro – de onde eles poderiam vir? Não estar “lá” – no aqui/agora –, é deixar a vida sem controle, sem direção, é desequilibrar tudo... Porque se não houver alguém no controle, então quem equilibrará?

Estar consciente, alerta, no aqui/agora, é estar em equilíbrio. o aqui/agora é o eixo, o centro, o equilíbrio.

Estejam conscientes,

Edson Carmo

LUmeNA disse...

Edson Carmo,

Sim, a humanidade está completamente desequilibrada por causa da mente. Isso apaga o brilho dos seus olhos, tira a beleza da face e tem tirado a graça do Ser.
Consciência é um estágio tão grandioso que nos deixa alegres.

Abraços,
LUmeNA