8.5.10

Somos Pura Consciência


A Pura Forma de Consciência

Estou aqui para falar com todos vocês. São todos bem conhecidos por mim. Os conheço bem e, estou frequentemente com vocês, porque o meu coração está conectado com vocês. Vejo a vossa dor, testemunho a vossa alegria, vossas preocupações e sofrimentos. Gostaria muito de vos falar sobre o poder que reside em vocês. O poder da vossa própria Consciência, o poder do vosso próprio Ser, o poder da vossa própria Alma, isto tudo para dizer que somos Pura Consciência.

Somos o centro do nosso Ser, o sol do nosso próprio Universo. Somos sempre nós que decidimos abrir a porta para a entrada da Luz, no nosso Ser, na nossa Consciência. Quando não somos esse centro, o ser permanece na escuridão interna.

Tomemos como exemplo, a "criança interior" perdida, que se fragmentou e que pode ser trazida de volta. Vocês, podem trazê-la de volta, porque são os únicos que podem cuidar, acalentar e mostrá-la que viver verdadeiramente é muito mais fascinante. A criança dentro de vocês é a vítima das muitas experiências que não foram compreendidas. A "criança interior", é um símbolo muito rico.

O momento chega quando os fragmentos desaparecem e, estarem no centro de quem vocês são. Entra-se no caminho de uma nova realidade, um novo nível de Ser, que não existia antes. Tem-se a sensação de voltar para casa, que traz unidade e harmonia, que incorpora a partir da vossa própria Consciência.

Todos nós estamos em contacto com essa forma de Consciência, e sentindo-A também. Esse reconhecimento já existe, e só podem reconhecê-LO se já O conhecem. A questão é ter a coragem de se identificar, com essa parte luminosa da nova realidade, da pura Consciência. Se sentirmos essa Luz dentro de nós, quero dizer, alegria, plenitude, existência, DEUS.
Outra forma de poder estar presente, é nos momentos em que vocês sentem a vossa necessidade mais profunda, a solidão mais profunda, é estarem consigo mesmos. Este é também o poder da vossa Consciência.


O Ser é Vida. É existência. É puro Ser, o estado de existência.

Nós somos Pura Consciência
 
 LUmeNA 

6 comentários:

ARTUR19 disse...

muito bom. traduz bem parte do que penso sentir,muito bom.

Edson Carmo disse...

Havendo filme ou não; imagens e movimentos ou não; a tela estará sempre lá. Consciência é a tela. Consciência é tudo que existe!

Quando você está ouvindo um pássaro a cantar, isso chama tua atenção. Esse cântico é o personagem atuando no filme, e ambos – personagem e filme – então refletidos na consciência. A consciência não é o cântico do pássaro, é a percepção do cântico do pássaro – ela está por trás. Quem percebe o canto do pássaro? Alguém diria: “eu e você!” Mas a verdade é que haveria consciência mesmo se não houvesse eu e você, se não houvesse humanidade. Ora, quem percebe eu? Quem percebe você? É certo que é a consciência! Consciência é tudo que existe, ela é a grande tela onde o filme é exibido. Acabando o filme, terminando o filme ainda assim ele existirá.

Não somos o que pensamos ser, somos pura consciência.

Edson Carmo

LUmeNA disse...

ARTUR19,

Grata.

Esse sentir é a tua consciência, sem corpo e sem forma.

LUmeNA

LUmeNA disse...

Edson Carmo,

"Não somos o que pensamos ser, somos pura consciência."

Esta tua frase explica o seguinte:
quando a Consciência identifica-se com a forma, com o corpo e com a mente, a própria Consciência ignora a sua Natureza, aí ela sofre.
Ou de outra forma: quando a Consciência não se identifica com a forma, ou com o que ela vê, acontece que ela se reconhece a si mesma. É Consciência pura.

Quando me identifico com a minha mente, ou com o meu corpo, eu sofro, tenho medo de morrer, sofro dosapêgos, dos desapêgos, ou de umasérie de coisas que acontecem.

Quando me dou conta do que sou, não ignoro mais, vejo quem sou, nisso acontece liberdade, libertação.

Daí, não somos o que pensamos ser, somos pura Consciência, porque quando a Consciência se dá conta do que realmente é, ao olharmos para dentro de nós e vemos o quê? Consciência, porque nunca deixa de ser Consciência. A Consciência é tudo o que existe. A mente em si, não existe, ela também é Consciência, mas adulterada, em confusão, ou seja, Consciência ignorante de si mesma, é a mente.

Grata,
LUmeNA

Jeany disse...

Oi!

Ótimo texto!

Nunca podemos esquecer deste trecho em particular:
"Somos sempre nós que decidimos abrir a porta para a entrada da Luz, no nosso Ser, na nossa Consciência. "

Beijos

LUmeNA disse...

Olá Jeany,

Exactamente!
Jesus Cristo disse: "Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida", ofereceu a luz a todos.

A luz produz ao homem tudo o que é bom, justo e verdadeiro.

Be:)os,
LUmeNA